InicioAtualidadePaulo Cafôfo assina livro de condolências de Jorge Sampaio

Paulo Cafôfo assina livro de condolências de Jorge Sampaio

O presidente do PS Madeira assinou hoje, às 10h00 na sede regional do partido, o livro de condolências por razão do falecimento do antigo presidente Jorge Sampaio.

Na ocasião, Paulo Cafôfo sublinhou a referência humana e política do antigo presidente, mostrando-se consternado com a sua partida, que considera ser uma “grande perda para a democracia portuguesa, de um grande homem, com uma vida em prol do desenvolvimento do Portugal democrático, da liberdade e das causas sociais que defendeu até o fim dos seus dias. Uma bússola moral que guia o Partido Socialista, a esquerda democrática e a política portuguesa.”

O presidente do PS Madeira não esqueceu as posições do antigo presidente da República em relação à Madeira, reconhecendo o que Jorge Sampaio fez pela Região, pelo seu desenvolvimento e pela Autonomia.

“Foi um verdadeiro estadista, que em todos os cargos que desempenhou colocou sempre em primeiro lugar as pessoas, os valores supremos do ser humano, a democracia e a liberdade. Teve um importante papel na afirmação da Madeira e deu uma dimensão maior ao Partido Socialista que vê partir, depois de Mário Soares, outra das suas grandes referências políticas.” Refere o presidente do PS Madeira no momento da homenagem.

O livro de condolências estará disponível durante três dias de luto nacional, nos seguintes horários: sábado (10h-18h), domingo (10h-15h) e segunda-feira (9h-18h) na sede do PS Madeira, na rua da Alfândega para que todas as pessoas possam prestar a sua homenagem.

Emanuel Jardim Fernandes presta homenagem a Jorge Sampaio

O presidente honorário do PS Madeira e a sua esposa receberam a notícia da morte do seu amigo com consternação, deixando uma declaração de homenagem:

“Foi com muito pesar que recebi a notícia do falecimento de Jorge Sampaio, amigo desde os tempos de faculdade, e com sempre privei de muito perto e acompanhando as suas nobres causas. Foi para mim um exemplo, então mais novo.”

Para sua mulher e filhos e também para o Partido Socialista enviamos as nossas mais sentidas condolências.”

Leonor e Emanuel Jardim Fernandes

X