InicioAtualidadeMaioria PSD/CDS descura resolução do problema dos animais errantes

Maioria PSD/CDS descura resolução do problema dos animais errantes

O Grupo Parlamentar do Partido Socialista propôs, hoje, em sede de Comissão Permanente de Recursos Naturais e Ambiente, a audição da Ordem dos Médicos Veterinários e de duas associações de defesa da causa animal, no âmbito da discussão do diploma que prevê a realização de uma campanha regional de esterilização de animais no próximo ano.

Sugestões que, lamenta a deputada Tânia Freitas, não foram aceites pela maioria PSD/CDS, que se limitou apenas a aprovar a audição da Associação de Municípios da Região Autónoma da Madeira.

Tânia Freitas reconhece ser importante a audição da AMRAM, tendo em conta o esforço conjunto que deve ser feito para combater o problema dos animais errantes, mas sublinha que seria também indispensável ouvir a Ordem dos Veterinários e pelo menos duas associações ligadas a esta causa, como por exemplo a ‘Ajuda a Alimentar Cães’ e a Sociedade Protetora dos Animais Domésticos.

A parlamentar acusa o PSD e o CDS de, com esta atitude, “não querem dar a oportunidade” de serem ouvidos esta Ordem profissional e as associações que andam no terreno diariamente e que são mais conhecedoras desta realidade. Segundo Tânia Freitas, a maioria PSD/CDS revela que não sabe trabalhar em equipa nem em prol da resolução deste problema dos animais errantes, para o qual é necessária uma resposta urgente, por uma questão de garantia do bem-estar animal e da saúde pública.

X