InicioAtualidadeJM CONTINUA A SER UM SORVEDOURO DE DINHEIROS PÚBLICOS

JM CONTINUA A SER UM SORVEDOURO DE DINHEIROS PÚBLICOS

Contudo, a questão do subsídio de mobilidade voltou ao plenário da ALM. Neste âmbito, Jaime Leandro apontou vários problemas do atual regime, nomeadamente, o tecto dos 400 euros, que suscita preços mais elevados e, ainda, classificou de risível, a questão do cartão de crédito. Por fim, Jaime Leandro refere que o diploma é para manter até que o assunto esteja resolvido porque, até à data, só existem promessas.

Todavia, a sessão plenária contou com a presença do Secretário Regional da Agricultura e Pescas, Humberto Vasconcelos, que veio apresentar e defender a proposta do Governo, que visa a criação do regime de produção e comercialização de pão tradicional da Madeira. No entanto, o deputado socialista, Avelino Conceição, discorda do fundamento, desta proposta, uma vez que irá deturpar a qualidade do produto, genuinamente madeirense, tal como aconteceu com a tradicional poncha.

Por outro lado, o deputado Vítor Freitas interveio, na apresentação da proposta do PCP intitulado: “Esquadra da Polícia de Segurança Pública para o Caniço”, apontando a desvalorização do Estado, relativamente, a estes profissionais, uma vez que o Presidente da República, Cavaco Silva, nem mencionou este tema, na sua visita à Região. 

O deputado considerou, nesta ocasião, que é fundamental criar condições aos profissionais e, resguardo, aos utentes, nomeadamente, às vítimas de violência doméstica. Deste modo, é fundamental criar, na região, esquadras com condições condignas, finalizou Vítor Freitas. 

 

X