InicioAtualidadeJacinto Serrão quer tirar Câmara de Lobos de estagnação de 47 anos

Jacinto Serrão quer tirar Câmara de Lobos de estagnação de 47 anos

Jacinto Serrão quer fazer em Câmara de Lobos o que ainda não foi feito e acabar com um ciclo político de 47 anos que levou o concelho à estagnação em que se encontra. O candidato do PS promete pôr “mãos-à-obra para mudar e transformar Câmara de Lobos num concelho melhor e fazer refletir o progresso em todas as suas freguesias”, asseverando que o projeto apresentado nos últimos meses vai ao encontro dos anseios das pessoas de Câmara de Lobos.

“O nosso projeto para os próximos quatro anos espelha aquilo que pretendemos fazer de Câmara de Lobos: um concelho vivo e dinâmico, que aproveite os seus recursos para melhorar a vida das e dos câmara-lobenses. E, no que depender de mim e da minha equipa, assim será”, declara Jacinto Serrão.

A mensagem do candidato do PS é clara: “Eles tiveram o seu tempo. Cerca de meio século para fazer de Câmara de Lobos um concelho melhor”. Jacinto Serrão considera que as pessoas estão cansadas e que “a falta de ideias novas e de uma equipa que já não consegue inovar e ter um horizonte mais amplo” é uma das principais razões por Câmara de Lobos ter caído no esquecimento e não ter evoluído.  

O candidato à presidência do executivo de Câmara de Lobos atesta que “temos novos desafios pela frente que precisam de outras. E nós temos essas respostas e as pessoas certas para o fazer”. Para o candidato, a equipa e o projeto – transparente, verdadeiro e com os olhos postos no futuro – que têm dado a conhecer demonstra que “estamos próximos das pessoas e por isso identificamos os problemas mais prementes. Somos responsáveis, porque apresentamos um projeto que assenta em verdade, transparência e honestidade: só prometemos o que sabemos que conseguimos fazer. E, por isso, estamos preparados para fazer nos próximos quatro anos o que não foi feito em 47 e superar, de uma vez por todas, os problemas estruturais, sociais e económicos, do nosso concelho”, conclui Jacinto Serrão, apelando às e aos câmara-lobenses para confiarem o seu voto no PS no dia 26 de setembro.  

X