InicioAtualidadeCLÁUDIO TORRES REVELA EFECTIVOS EM SANTA CRUZ

CLÁUDIO TORRES REVELA EFECTIVOS EM SANTA CRUZ

O número três será Pedro Jardim, que é arquitecto de formação e tem 40 anos. “Assume a pasta do Ordenamento do Território, Ambiente e Obras Públicas, apresentando como missão a revisão do PDM – o actual data de 2004 e já não corresponde nem à realidade nem aos interesses gerais do Município”, diz o PS a propósito da candidatura. “Os santa-cruzenses vivem hoje, num território que mais se assemelha a uma manta de retalhos, onde conceitos urbanísticos tais como o saneamento básico, parque urbanos, áreas verdes, praças de utilização pública, parques infantis, etc., são quase inexistentes’’, adianta o candidato, citado pela assessoria do PS.

A número quatro será Basilissa Fernandes, que tem 60 anos e é natural da Camacha. O PS informa que foi fundadora Grupo de Teatro da Casa do Povo da Camacha, onde ainda hoje exerce um cargo. “É umas das principais dinamizadoras das actividades culturais do concelho a partir da Camacha. Destaca-se pela sua forte dinâmica e conhecimento profundo do estado actual da cultura regional e local, em particular das suas fragilidades e potencialidades. Basilissa Fernandes terá como missão dinamizar as actividades culturais em Santa Cruz, área desvalorizada pelo actual executivo do JPP.”

O quinto elemento da lista será um jovem de 23 anos, licenciado em Economia. António Correia entra na lista como independente, reside na freguesia de Santa Cruz e é filho de pais portugueses emigrantes. “O António Correia é um jovem empreendedor, embora muito jovem, apresenta um percurso profissional rico (…). Será uma voz dos muitos problemas e anseios com que se deparam os jovens do concelho, em particular na falta de oportunidades de emprego mas também em identificar as diversas potencialidades que se encontram no concelho.”

X