Atualidade

"PARLAMENTO DOS JOVENS" LEVOU DEPUTADO OLAVO CÂMARA À ESCOLA GONÇALVES ZARCO
02.12.2019

"PARLAMENTO DOS JOVENS" LEVOU DEPUTADO OLAVO CÂMARA À ESCOLA GONÇALVES ZARCO

O deputado do Partido Socialista-Madeira à Assembleia da República Olavo Câmara esteve, esta manhã, na Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco, onde, no âmbito do projeto “Parlamento dos Jovens”, participou numa palestra/debate sobre a temática da Violência Doméstica e no Namoro.

O programa “Parlamento dos Jovens” é uma iniciativa da Assembleia da República, dirigida aos jovens dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e do ensino secundário, de escolas do ensino público, particular e cooperativo do Continente, das Regiões Autónomas e dos círculos da Europa e de Fora da Europa. Trata-se de um programa composto por sessões destinadas aos alunos nas escolas e a nível regional e que culmina com a realização anual de uma sessão nacional na Assembleia da República, onde será aprovada a recomendação final sobre o tema em debate – este ano a Violência Doméstica e no Namoro.

Nesta iniciativa na Escola Gonçalves Zarco, o deputado e também presidente da JS-Madeira realçou a importância destes eventos junto dos estabelecimentos de ensino, não só pela pertinência dos assuntos em discussão, mas também pela proximidade que é conseguida entre os deputados e os jovens. Para Olavo Câmara, «mais do que levar o Parlamento aos jovens e às escolas, acabamos é por levar um pouco das escolas e dos jovens para o Parlamento e para os trabalhos parlamentares, na medida em que conseguimos trocar ideias, medidas, dificuldades, desafios e sentimentos que muitas vezes acabam por vir a ser discutidos na Assembleia». 

Segundo o jovem deputado, um dos mais novos nesta legislatura, esta primeira sessão correu muito bem, com muitos jovens interessados no debate da temática da Violência Doméstica e no Namoro e as formas de erradicar estas problemáticas da sociedade. Olavo Câmara destaca o papel dos jovens na sensibilização para a mudança de comportamentos, lamentando, a propósito, o facto de a Madeira ser a região com a segunda maior taxa de violência doméstica do país.

O deputado socialista lembra que ainda falta muito para fazer nesta matéria, mas mostra-se confiante no envolvimento dos jovens nesta temática, uma vez que este programa do Parlamento coloca vários milhares de alunos de mais de 1000 escolas a debater o assunto, na procura de soluções e políticas para responder a este problema.

Olavo Câmara lembra duas medidas que, neste âmbito, foram aplicadas na última legislatura, nomeadamente a criação de Redes de Urgência de âmbito territorial, envolvendo todos os agentes (psicólogos, PSP, casas de acolhimento) no terreno, disponíveis 24h por dia, de modo a auxiliar as vítimas de violência doméstica, bem como a criação de gabinetes específicos de apoio às vítimas de violência doméstica, criados através de protocolos com várias entidades governativas e associativas, tais como a Procuradoria Geral da República, a Associação de Mulheres contra a Violência (AMCV), a União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) e ainda a Associação Portuguesa de Apoio à Vitima (APAV). Nesta legislatura passada, realça, foi possível abranger um total de 60% das esquadras da GNR e da PSP de todo o país. 

O deputado lembrou ainda a recente proposta do PS-Madeira com vista a dar prioridade às vítimas de violência doméstica no acesso à habitação, a qual espera que venha a ser apoiada por todos os deputados da Assembleia Legislativa da Madeira.

Acção Socialista