1

PEDRO MARQUES DIZ QUE NA MADEIRA JÁ SE SENTEM OS VENTOS DA MUDANÇA

O cabeça de lista do Partido Socialista às Eleições Europeias disse, hoje, que já se sentem os ventos da mudança na Madeira e que as Eleições Europeias serão a primeira volta das Regionais, pedindo o empenho de todos para a vitória já neste primeiro ato eleitoral.

Pedro Marques falava há pouco em Machico, num encontro com autarcas socialistas, que contou com a presença da candidata indicada pelo PS-M ao Parlamento Europeu, Sara Cerdas, do presidente do PS-M, Emanuel Câmara, e do candidato à presidência do Governo Regional, Paulo Cafôfo.

«Sentimo-nos bem aqui na Madeira e já se sente que sopram os ventos da mudança na Madeira», começou por afirmar o cabeça de lista, acrescentando que «o trabalho dos autarcas do PS aqui por toda a Região Autónoma é o nosso melhor cartão de visita para falar com os madeirenses sobre a mudança que se pode fazer nas eleições regionais deste ano».

Pedro Marques disse que o PS quer ir fazer na Europa «o que estamos a fazer bem em Portugal no Governo da República». «O que fizemos ao longo destes três anos permitiu criar mais 350 mil empregos, baixar a pobreza e mantendo as contas certas. Aquilo que queremos ir fazer bem para a Europa tem de se fazer bem também aqui na Região Autónoma da Madeira (RAM)», sustentou, considerando que «é inaceitável que, depois de se criarem 350 mil empregos no país, a RAM continue com a taxa de desemprego mais alta de todo o país». Segundo Pedro Marques, isto «quer dizer que este modelo de desenvolvimento está esgotado. Esse modelo do betão baseado na dívida está esgotado». «Por isso é preciso outra política, uma política com consciência social, uma política voltada para os jovens, para os problemas de habitação e para a necessidade de criar emprego qualificado», acrescentou.

O cabeça de lista destacou também a escolha de Sara Cerdas para a lista do PS às Europeias. «A importância dos fundos comunitários para as regiões insulares, ultraperiféricas, determinou que o PS pusesse nas suas listas ao Parlamento Europeu dois candidatos das duas regiões em lugares claramente elegíveis. A nossa escolha foi pelas autonomias, foi pela força das duas regiões autónomas», vincou.

«Neste ano em particular, quisemos dar um sinal ao fazer esta lista e, ao colocar a Madeira no melhor lugar de sempre, foi para que os madeirenses percebessem que nós, no PS, acreditamos nos ventos da mudança», disse ainda.

Dirigindo-se aos autarcas, Pedro Marques afirmou que «só se ganham estas eleições com o vosso trabalho» e pediu aos mesmos que façam agora também nas Europeias o trabalho que fazem nas Autárquicas. «Nós temos de ter uma grande vitória também aqui na Região nas eleições europeias, que é a melhor sondagem, a melhor marca que temos para o arranque de uma grande campanha para as eleições regionais», sublinhou.

«Aqui sente-se o vento da mudança e, se as pessoas querem a mudança, têm de votar já no PS também nas eleições europeias», disse ainda.

Por seu turno, Sara Cerdas, dirigindo-se aos autarcas, disse estar certa de poder contar com os mesmos no próximo dia 26 de maio, mas também nos outros dois atos eleitorais. «A Europa é importantíssima aqui para a Madeira e para o nosso país. Para isso, esperamos contar com todos vós para mobilizar todos a irem votar no próximo dia 26 de maio», disse a candidata.

Já o candidato à presidência do Governo Regional, Paulo Cafôfo, assinalou o facto de esta visita de Pedro Marques se iniciar no lugar pioneiro onde os portugueses chegaram à Madeira. «É aqui que também estamos a dar o primeiro passo para a conquista do Governo Regional da Madeira, que é o nosso grande objetivo durante este ano», afirmou.

De acordo com Paulo Cafôfo, «a vitória começa a conseguir-se com aquilo que cada um de nós e cada um de vocês, autarcas, possa fazer junto de cada pessoa, porta a porta, difundindo as nossas ideias, apresentando os nossos candidatos e o projeto que nós temos». O candidato afirmou também que Sara Cerdas representa a esperança da Madeira e os jovens que querem mudar a Madeira. «Pelo seu talento, pelo seu exemplo, pela sua dedicação, pela sua inteligência, com certeza representa a vontade de tantos jovens, mas também de outras gerações que ainda não conseguiram, mas que acreditam que é possível esta mudança», sustentou.

Já o presidente do PS-M destacou o facto de a candidata da Madeira ter conseguido o sexto lugar na lista do PS para o Parlamento Europeu, salientando que esta posição «vem ao encontro do peso que a RAM tem no contexto nacional e europeu».

Emanuel Câmara advertiu para que «ninguém pense que as coisas estão ganhas». «Compete, sobretudo aos nossos autarcas, fazer um trabalho de formiguinha, um trabalho humilde junto das populações que nos elegeram. Eu peço a todos os autarcas do PS que sintam na pele que são eles os candidatos a deputado ao Parlamento Europeu. Se nós fizermos isso agora nestas eleições para 26 de maio, não tenham dúvidas que damos o primeiro grande pontapé para conseguirmos aquele que é o grande objetivo, que é servir melhor os madeirenses e porto-santenses – e para servir melhor os madeirenses e porto-santenses será com um governo do PS a partir do dia 22 de setembro», frisou.

redes sociais

PS Nacional

ps

 

agenda

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!