100 Compromissos para os primeiros 100 dias de Governação
O candidato do Partido Socialista-Madeira a presidente do Governo Regional e os coordenadores das diferentes áreas dos Estados Gerais apresentaram, no dia 6 de julho, os seus 100 compromissos para os primeiros 100 dias de governação.
IV Convenção dos Estados Gerais
«Quero aqui reafirmar que a Saúde será a principal prioridade de um Governo Regional liderado por mim, porque garantir o acesso universal aos cuidados da Saúde é um pilar fundamental de uma sociedade democrática»
IV Convenção dos Estados Gerais
«A saúde para nós nunca será um bem de consumo mas sim um direito que temos de proteger. É um garante da nossa Autonomia e a nossa Autonomia tem de garantir a melhor saúde para a Região com um modelo que sirva os madeirenses e porto-santenses, todos sem exceção».
Comemorações do 25 de Abril
«Não é uma vitória do partido, é uma vitória do povo»
1

CONCELHIA DO FUNCHAL DESTACA UNIDADE EM TORNO DO PROJETO CREDÍVEL QUE O PS-M APRESENTARÁ AOS MADEIRENSES

A Concelhia do Funchal do Partido Socialista, reunida hoje, ressalvou a grande unidade dos seus militantes, simpatizantes e população em geral «em torno do credível projeto, de verdadeira alternativa» que Partido Socialista-Madeira apresentará aos madeirenses e porto-santenses nos próximos atos eleitorais que se realizarão no decorrer deste ano de 2019, sublinhando desde já a importância que terão as eleições europeias, as quais «servirão de barómetro para os restantes atos eleitorais».

«É importante que todos votem e que todos participem já nas eleições de maio», afirmou o presidente da Concelhia do Funchal, Paulo Bruno Ferreira.

«Importa continuar, de forma livre e competente, através do franco diálogo e discussão com todos os interessados, principalmente com a sociedade civil, na elaboração de um programa de governo regional que irá ao encontro dos anseios dos madeirenses», referiu o responsável, acrescentando que os Estados Gerais, organizados pelo PS-Madeira, constituem uma resposta clara à construção de novas políticas, executadas por novos protagonistas, de mais proximidade aos cidadãos, visando a resolução dos reais problemas dos madeirenses e «constituindo uma alternativa a este poder já caducado de mais de 40 anos».

Por outro lado, Paulo Bruno Ferreira acusou este Governo Regional de não respeitar a autonomia do poder local, nem o resultado das últimas eleições autárquicas. Nesse sentido, criticou «o tratamento diferenciado» que é dado pelo Executivo madeirense, «apoiando muito mais e em alguns casos somente as câmaras municipais que são da sua cor partidária, não aceitando o resultado das eleições autárquicas, continuando a perseguição a quem pensa e tem opinião diferente da que a Quinta Vigia deseja impor». Um exemplo disso, apontou, é «a recusa em assinar contratos-programa, conforme o passado recente, antes de 2013, com o Município do Funchal a ser a demonstração de uma tentativa de asfixia financeira de uma Câmara que o poder caducado regional perdeu e deixou endividada, sem capacidade de recorrer à banca, nem contratar quaisquer trabalhadores».

Não obstante a inexistência de qualquer apoio por parte do Governo Regional, Paulo Bruno Ferreira sublinha o facto de o Município do Funchal, através do seu executivo, ter arregaçado as mangas e lançado o Programa Amianto Zero, que consiste na erradicação das coberturas de amianto do parque habitacional do Concelho do Funchal.

Por fim, a Concelhia do Funchal do Partido Socialista enalteceu a requalificação do Cais do Carvão. «Deixado ao abandono, durante décadas, pelos executivos do PPD/PSD, o Cais do Carvão foi recentemente reabilitado, tornando-se um local de confraternização e lazer, um polo de atração turística e um espaço cultural importante», tendo-se preservado «um legado da nossa memória coletiva», rematou Paulo Bruno Ferreira.

redes sociais

PS Nacional

ps

 

agenda

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!