A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«O futuro da Madeira começou hoje. Vamos todos arregaçar as mangas!»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«A nossa marca é a proximidade e o envolvimento dos cidadãos, da sociedade civil, na construção de um futuro comum»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Nós não queremos mudar o poder pelo poder. Temos uma estratégia de desenvolvimento para a Região assente numa agenda social, humanista, progressista, mas que quer, acima de tudo, mudar aquilo que tem sido um paradigma de um governo Regional que tem governado para o partido, tem governado para alguns interesses, não tem governado para o coletivo»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Temos uma Região que não tem petróleo nem diamantes, mas temos as pessoas, pessoas que querem concretizar sonhos, construir o futuro, que são trabalhadoras, empreendedoras e resilientes. É nestas pessoas, na sua educação, que nós devemos apostar, na qualificação da nossa população, porque esse é e será o principal fator de desenvolvimento»
1

EMANUEL CÂMARA ACREDITA NA ALTERNÂNCIA GOVERNATIVA EM 2019

A convicção de uma alternância de poder na Região Autónoma da Madeira em 2019 com Paulo Cafôfo como presidente do Governo Regional pautou o discurso de Emanuel Câmara no encerramento do XVI Congresso da JS-M.

O presidente do PS-M salientou que “a Madeira será à maneira de todos os madeirenses e porto-santenses e, a partir de outubro de 2019, terá Paulo Cafôfo como presidente do Governo Regional”, momento que lhe valeu fortes aplausos dos muitos presentes que encheram o auditório machiquense.

Para Emanuel Câmara, a humildade será fundamental para demonstrar aos madeirenses e porto-santenses que o Partido Socialista e a JS têm pessoas capazes de proporcionar a alternância do poder já no próximo ano.

Para fortalecer a sua crença, Emanuel Câmara fez referência às eleições autárquicas de 2013 e 2017 onde, diz, se deram dois momentos importantes, com o “acordar” dos madeirenses e porto-santenses para a necessidade de mudança e um posterior fortalecimento da alternativa socialista. Segundo o líder do PS-M, esses resultados foram reveladores da honestidade, capacidade, trabalho e dedicação à população por parte dos membros do partido.

De acordo com o presidente do PS-Madeira, em 2019 o partido vai “pôr a nu” mais de 40 anos de uma gestão danosa levada a cabo pelo PSD na Região.

“Estamos a fazer a diferença na gestão das contas públicas, que era uma desgraça quando chegámos ao poder e que estavam num caos, pela gestão danosa de muitas câmaras da Região”, acrescentou dizendo ainda que é disso que o PSD tem receio.

O socialista acredita por isso que a partir do próximo ano “a Madeira será finalmente um terra onde se vai respirar, onde se vai viver com tranquilidade, pensando no futuro, fazendo com que os nosso jovens não nos abandonem, criando mais condições às famílias para cá ficarem”.

Nesta sessão de encerramento tiveram ainda a palavra o presidente honorário do PS-Madeira, Emanuel Jardim Fernandes, e o secretário-geral da Juventude Socialista a nível nacional, Ivan Gonçalves. O primeiro assumiu como principal desafio a conquista de uma vitória marcante do partido nas Regionais de 2019. O segundo disse, por sua vez, ter a certeza que na Madeira, com Emanuel Câmara à frente dos destinos do partido e com Paulo Cafôfo como candidato a presidente do Governo Regional, o Partido Socialista terá “uma grande vitória, que vai fazer com que os madeirenses, finalmente, mais de 40 anos depois, possam chegar mais perto daquele que é o desenvolvimento que merecem, daquelas que são as condições que a Madeira pode oferecer e daquilo que é o futuro que é por todos desejado”.

redes sociais

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!