A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«O futuro da Madeira começou hoje. Vamos todos arregaçar as mangas!»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«A nossa marca é a proximidade e o envolvimento dos cidadãos, da sociedade civil, na construção de um futuro comum»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Nós não queremos mudar o poder pelo poder. Temos uma estratégia de desenvolvimento para a Região assente numa agenda social, humanista, progressista, mas que quer, acima de tudo, mudar aquilo que tem sido um paradigma de um governo Regional que tem governado para o partido, tem governado para alguns interesses, não tem governado para o coletivo»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Temos uma Região que não tem petróleo nem diamantes, mas temos as pessoas, pessoas que querem concretizar sonhos, construir o futuro, que são trabalhadoras, empreendedoras e resilientes. É nestas pessoas, na sua educação, que nós devemos apostar, na qualificação da nossa população, porque esse é e será o principal fator de desenvolvimento»
1

CONTRIBUTOS PARA A COMPETITIVIDADE DA ECONOMIA REGIONAL
A atividade turística na Região da Madeira foi o principal foco do debate dedicado à “Competitividade da Economia Regional”. Sérgio Gonçalves (Coordenador para a área da Economia e Turismo do PS-M), Ricardo Cabral (Professor da Universidade da Madeira) e Rúben Eiras (Diretor-Geral de Política do Mar) discutiram problemas e potencialidade para a economia de uma região com uma forte componente turística.

Sérgio Gonçalves falou dos problemas dos aeroportos da Madeira e dos Açores na obtenção de slots e da necessidade de uma programação de investimentos no que toca à expansão das infraestruturas. Para o coordenador, é imperativo manter a identidade da Madeira como destino turístico e garantir que os erros do passado não se voltam a repetir sendo para tal necessária uma visão estratégica e integrada e um planeamento adequado que permitam o crescimento sustentável da economia madeirense.

Na sua exposição, Ricardo Cabral abordou a importância para a RAM dos apoios oriundos do continente e da necessidade de garantir o aumento dos fluxos económicos e financeiros que permitam uma integração com a economia mundial. Ricardo Cabral destacou ainda as energias renováveis como fonte essencial para a prosperidade da região e a redução das importações.

Rúben Eiras, Diretor-Geral de Política do Mar e coordenador do PS-M para a área do Mar e Ambiente, fez uma análise à relevância da economia azul para o país e, em particular para a Madeira, destacando aqueles que considera serem os seus principais motores: a aquacultura offshore, a aposta nas energias renováveis oceânicas, o transporte de GNL e a criação de um “cluster” competitivo na área do digital aplicado ao “shipping”.

redes sociais

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!