A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«O futuro da Madeira começou hoje. Vamos todos arregaçar as mangas!»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«A nossa marca é a proximidade e o envolvimento dos cidadãos, da sociedade civil, na construção de um futuro comum»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Nós não queremos mudar o poder pelo poder. Temos uma estratégia de desenvolvimento para a Região assente numa agenda social, humanista, progressista, mas que quer, acima de tudo, mudar aquilo que tem sido um paradigma de um governo Regional que tem governado para o partido, tem governado para alguns interesses, não tem governado para o coletivo»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Temos uma Região que não tem petróleo nem diamantes, mas temos as pessoas, pessoas que querem concretizar sonhos, construir o futuro, que são trabalhadoras, empreendedoras e resilientes. É nestas pessoas, na sua educação, que nós devemos apostar, na qualificação da nossa população, porque esse é e será o principal fator de desenvolvimento»
1

PS-MADEIRA PREOCUPADO COM SITUAÇÃO DO TURISMO NA REGIÃO                       

A deputada Sofia Canha defendeu a necessidade de melhorar as condições de apoio e assistência aos idosos. São Cerca  de 1.000 pessoas, com mais de 85 anos, vivem sozinhas na Madeira e um número semelhante está em lista de espera para entrar num lar. 

 Já o líder parlamentar do PS, Victor Freitas,  defendeu a criação  de mais lares de idosos, uma vez que as altas problemáticas são muito mais caras do que o acolhimento de idosos em lares.Por seu turno, Jaime Leandro alertou para o risco de medidas proteccionistas no transporte de viaturas. O deputado socialista referiu que o transporte de viaturas no ferry que vai fazer a ligação entre a Madeira e o continente, terá preços diferentes caso o automóvel seja propriedade do passageiro ou não. Uma situação que foi referida por Jaime Leandro e que o deputado socialista admite possa constituir uma medida protecionista do concessionário do ferry, o Grupo Sousa. O deputado salientou que o preço será de 125 euros se a viatura for propriedade do passageiro, mas que passará a ter valores muito superiores, semelhantes aos do transporte nos navios de carga do mesmo grupo.

redes sociais

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!