A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«O futuro da Madeira começou hoje. Vamos todos arregaçar as mangas!»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«A nossa marca é a proximidade e o envolvimento dos cidadãos, da sociedade civil, na construção de um futuro comum»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Nós não queremos mudar o poder pelo poder. Temos uma estratégia de desenvolvimento para a Região assente numa agenda social, humanista, progressista, mas que quer, acima de tudo, mudar aquilo que tem sido um paradigma de um governo Regional que tem governado para o partido, tem governado para alguns interesses, não tem governado para o coletivo»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Temos uma Região que não tem petróleo nem diamantes, mas temos as pessoas, pessoas que querem concretizar sonhos, construir o futuro, que são trabalhadoras, empreendedoras e resilientes. É nestas pessoas, na sua educação, que nós devemos apostar, na qualificação da nossa população, porque esse é e será o principal fator de desenvolvimento»
1

ESTADOS GERAIS PREPARAM PS PARA A ALTERNÂNCIA DE PODER NA MADEIRA

Está a decorrer a I Convenção dos Estados Gerais do Partido Socialista da Madeira. No seu discurso na sessão de abertura, Paulo Cafôfo afirmou que este é o lançamento da primeira pedra para o programa político que irá apresentar aos madeirenses e porto-santenses, o qual nasce da cidadania ativa e participativa.

 

Segundo afirmou, o projeto que irá apresentar será um projeto credível, com linhas de orientação prioritárias, que «coloquem as pessoas no centro da nossa ação».

Na sua alocução o candidato do PS-M às eleições regionais deu conta das três grandes áreas de atuação em que aposta, nomeadamente Educação, Economia e Saúde. Neste último domínio, disse querer um Serviço Regional de Saúde de referência, ao serviço das pessoas, mas salientou que «não basta o novo hospital».

Por seu turno, o presidente do PS-Madeira, Emanuel Câmara, salientou que todos os madeirenses e porto-santenses neste momento têm os olhos postos no PS e que «temos a responsabilidade de concretizar a alternância do poder na Madeira».

Por seu lado, o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, referiu, sobre o novo hospital, ser uma “realidade que se aproxima”. Não resolve os problemas de saúde, mas é um ativo estratégico, económico (para os turistas) e profundamente transformador da Região. Será um atrativo para jovens médicos.

Quanto ao ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, frisou que a Madeira tem potencial enorme em muitas áreas, que vão da agricultura às novas tecnologias e empresas de software. Afirmou ainda que «queremos projetar para esta região um futuro melhor».

redes sociais

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!