Convenção Autárquica
«O PSD lembrou-se que tem de ganhar eleições e é agora, só neste momento, que estão a trabalhar para isso, enquanto nós estamos a trabalhar desde o primeiro momento pelas pessoas e não nos esquecemos disso»
Convenção Autárquica
«O PS não defende há muito tempo estas medidas que Miguel Albuquerque está a apresentar agora. O PS já executa estas medidas onde é poder. Essa é que é a grande diferença»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«O futuro da Madeira começou hoje. Vamos todos arregaçar as mangas!»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«A nossa marca é a proximidade e o envolvimento dos cidadãos, da sociedade civil, na construção de um futuro comum»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Nós não queremos mudar o poder pelo poder. Temos uma estratégia de desenvolvimento para a Região assente numa agenda social, humanista, progressista, mas que quer, acima de tudo, mudar aquilo que tem sido um paradigma de um governo Regional que tem governado para o partido, tem governado para alguns interesses, não tem governado para o coletivo»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Temos uma Região que não tem petróleo nem diamantes, mas temos as pessoas, pessoas que querem concretizar sonhos, construir o futuro, que são trabalhadoras, empreendedoras e resilientes. É nestas pessoas, na sua educação, que nós devemos apostar, na qualificação da nossa população, porque esse é e será o principal fator de desenvolvimento»
1

SECRETÁRIO DE ESTADO DIZ QUE QUADRO FINANCEIRO PROPOSTO PELA COMISSÃO EUROPEIA É «INSUFICIENTE»

O secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza, disse que o futuro quadro financeiro plurianual da Comissão Europeia é «insuficiente» quanto à “Estratégia Portugal 2030”, particularmente para as regiões da Madeira e dos Açores.

No encontro “Madeira pós-2020, Pensar o Futuro”, que se realizou no Funchal, numa iniciativa da eurodeputada do PS Liliana Rodrigues, o secretário de Estado afirmou que «aquilo que nós percebemos das principais propostas que surgiram na semana passada da Comissão Europeia, relativamente ao futuro quadro financeiro plurianual, é que essas propostas são manifestamente insuficientes e desde logo para a própria Europa». Nelson de Souza salientou que, num quadro de propostas orçamentais insuficientes, «as dificuldades acrescidas» para as regiões ultraperiféricas como a Madeira e os Açores «serão maiores». Para o secretário de Estado, a Europa não só deve criar as condições para as suas políticas de coesão, agrícola comum, apoio à inovação e à qualificação, mas também para responder às novas necessidades, como a segurança, a segurança das fronteiras e o combate ao terrorismo.

O governante defendeu que a União Europeia deve dar também atenção «às políticas e aos critérios de distribuição do bolo da coesão» de modo a apoiar regiões como a Madeira e os Açores, que «têm problemas acrescidos de insularidade e de ultraperifericidade».

redes sociais

agenda

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!