Convenção Autárquica
«O PSD lembrou-se que tem de ganhar eleições e é agora, só neste momento, que estão a trabalhar para isso, enquanto nós estamos a trabalhar desde o primeiro momento pelas pessoas e não nos esquecemos disso»
Convenção Autárquica
«O PS não defende há muito tempo estas medidas que Miguel Albuquerque está a apresentar agora. O PS já executa estas medidas onde é poder. Essa é que é a grande diferença»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«O futuro da Madeira começou hoje. Vamos todos arregaçar as mangas!»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«A nossa marca é a proximidade e o envolvimento dos cidadãos, da sociedade civil, na construção de um futuro comum»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Nós não queremos mudar o poder pelo poder. Temos uma estratégia de desenvolvimento para a Região assente numa agenda social, humanista, progressista, mas que quer, acima de tudo, mudar aquilo que tem sido um paradigma de um governo Regional que tem governado para o partido, tem governado para alguns interesses, não tem governado para o coletivo»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Temos uma Região que não tem petróleo nem diamantes, mas temos as pessoas, pessoas que querem concretizar sonhos, construir o futuro, que são trabalhadoras, empreendedoras e resilientes. É nestas pessoas, na sua educação, que nós devemos apostar, na qualificação da nossa população, porque esse é e será o principal fator de desenvolvimento»
1

A DEMOCRACIA SÓ SE COMPLETA QUANDO HÁ ALTERNÂNCIA POLÍTICA

O líder parlamentar do PS-M, Victor Freitas, realçou que o 25 de Abril permitiu a “devolução de Portugal aos portugueses”, dando aos madeirenses “o direito de decidir o futuro”, sem esquecer os emigrantes espalhados pelo mundo.

“A democracia só se completa quando há alternância democrática” que já aconteceu nas autarquias da região e “no Governo Regional amanhã também será”.
Fez, também, elogios ao regime democrático que permite a alternância- e a conquista autonómica. A adesão União Euroepia foi outra das conquistas possíveis graças a Abril.
Victor Freitas lembrou as comunidades madeirenses espalhadas pelo mundo e alertou para o perigo da liberdade nas redes sociais. A Madeira tem, atualmente, cerca de 120 mil contas no facebook. É nele que se alimentam as notícias falsas, as calúnias e os discursos instigadores do ódio. Por isso enalteceu o papel dos jornalistas - novos capitães de Abril.

Victor Freitas ressalvou, também, que o 25 de abril permitiu a devolução de Portugal aos portugueses, dando aos madeirenses o direito de decidir o futuro, sem esquecer os emigrantes espalhados pelo mundo. A democracia só se completa quando há alternância democrática, que já aconteceu nas autarquias da Região e no Governo Regional amanhã também será.

 

 

redes sociais

agenda

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!