A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«O futuro da Madeira começou hoje. Vamos todos arregaçar as mangas!»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«A nossa marca é a proximidade e o envolvimento dos cidadãos, da sociedade civil, na construção de um futuro comum»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Nós não queremos mudar o poder pelo poder. Temos uma estratégia de desenvolvimento para a Região assente numa agenda social, humanista, progressista, mas que quer, acima de tudo, mudar aquilo que tem sido um paradigma de um governo Regional que tem governado para o partido, tem governado para alguns interesses, não tem governado para o coletivo»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Temos uma Região que não tem petróleo nem diamantes, mas temos as pessoas, pessoas que querem concretizar sonhos, construir o futuro, que são trabalhadoras, empreendedoras e resilientes. É nestas pessoas, na sua educação, que nós devemos apostar, na qualificação da nossa população, porque esse é e será o principal fator de desenvolvimento»
1

OS MADEIRENSES FORAM PREJUDICADOS PELOS ERROS DE GOVERNAÇÃO DO PSD

O líder parlamentar do PS Madeira, Victor Freitas, afirmou, no debate da Conta da Região, que a saída da Madeira do Plano de Ajustamento Económico e Financeiro trouxe “um rasto interminável de miséria ao nível do desemprego, na falência de empresas, nos cortes nos salários e no aumento dos impostos”. “Os madeirenses foram prejudicados pelo erros de governação do PSD” , garantiu Victor Freitas, deixando também críticas à não concretização de várias promessas do executivo madeirense, nomeadamente no sector da Saúde e na concretização de uma ligação ferry entre o Continente e a Madeira.

Por seu turno Avelino Conceição mencionou que "este é o governo das ilusões e das promessas", referindo-se à promessa de o Governo Regional sobre a criação de uma estratégia para o Turismo em Machico. O deputado socialista lembrou que "há empresários em Machico que querem construir unidades hoteleiras no município, mas que esses projectos estão "encalhados" nas secretarias do executivo madeirense. Por essa razão, Avelino Conceição reiterou que o executivo madeirense "está em fim de mandato e que a população da Madeira está à espera de 2019 para pôr fim a este governo que não tem ideias para a Madeira".

Já o deputado Jaime Leandro afirmou que “quem o ouve [o vice-presidente do governo regional] parece que tudo é rosa e que, finalmente, os madeirenses estão na Singapura do Atlântico [objetivo pretendido pelo ex-presidente do Governo Regional Alberto João Jardim], mas lembra que "a conta da região não devia ser motivo de regozijo porque representa o sacrifício dos madeirenses, que continuam a suportar a maior sobrecarga fiscal do país”.

redes sociais

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!