Convenção Autárquica
«O PSD lembrou-se que tem de ganhar eleições e é agora, só neste momento, que estão a trabalhar para isso, enquanto nós estamos a trabalhar desde o primeiro momento pelas pessoas e não nos esquecemos disso»
Convenção Autárquica
«O PS não defende há muito tempo estas medidas que Miguel Albuquerque está a apresentar agora. O PS já executa estas medidas onde é poder. Essa é que é a grande diferença»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«O futuro da Madeira começou hoje. Vamos todos arregaçar as mangas!»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«A nossa marca é a proximidade e o envolvimento dos cidadãos, da sociedade civil, na construção de um futuro comum»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Nós não queremos mudar o poder pelo poder. Temos uma estratégia de desenvolvimento para a Região assente numa agenda social, humanista, progressista, mas que quer, acima de tudo, mudar aquilo que tem sido um paradigma de um governo Regional que tem governado para o partido, tem governado para alguns interesses, não tem governado para o coletivo»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Temos uma Região que não tem petróleo nem diamantes, mas temos as pessoas, pessoas que querem concretizar sonhos, construir o futuro, que são trabalhadoras, empreendedoras e resilientes. É nestas pessoas, na sua educação, que nós devemos apostar, na qualificação da nossa população, porque esse é e será o principal fator de desenvolvimento»
1

PS-M CRITICA CRITICA ADIAMENTO DO "FERRY" E ACUSA GOVERNO REGIONAL DE SER INCOMPETENTE

O Partido Socialista-Madeira criticou, hoje, o novo adiamento do prazo para o concurso público para a ligação “ferry” entre a Madeira e o continente.

No final da reunião da Comissão Política do partido, que decorreu ao início da noite, Emanuel Câmara deu conta da «desilusão enorme» entre os socialistas, a qual também se alastra a todos os madeirenses e porto-santenses, por verem «mais uma vez um Governo Regional que não consegue resolver um problema que foi assumido quando Miguel Albuquerque ganhou as eleições», já lá vão três anos. A verdade, lamentou o responsável, é que «este problema voltou a ser adiado».

 

O líder do PS-M sustentou que este é um governo que já demonstrou em todas as áreas ser de uma «incompetência tremenda». «Estamos a falar da saúde, da educação, do ambiente, de uma série de dossiês que são da responsabilidade única e exclusiva do Governo Regional, que, mais uma vez, não só demonstrou não ter capacidade para os resolver, como também, naquilo que prometeu aos madeirenses e porto-santenses, como foi o caso do ferry, mais uma vez há um adiamento», criticou Emanuel Câmara, vincando que o Executivo «está a demonstrar que, além de ser um governo incompetente, é um governo adiado».

Por outro lado, Emanuel Câmara deu conta das Jornadas Parlamentares do PS-M, que irão realizar-se entre os próximos dias 23 e 25 deste mês, no Porto Santo. Durante este fim de semana, serão discutidos temas importantes para aquela ilha e para toda a Região Autónoma, nomeadamente o Turismo, o Desenvolvimento e Coesão Regional e o Quadro Comunitário Portugal 2030. De salientar que esta iniciativa contará com a participação do secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza, que vem falar do próximo Quadro Comunitário de Apoio.

Emanuel Câmara sublinhou que, além do encontro dos parlamentares, dos autarcas e do secretariado do partido, este será também um fim de semana para estar em contacto com a população local.

 

redes sociais

agenda

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!