A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«O futuro da Madeira começou hoje. Vamos todos arregaçar as mangas!»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«A nossa marca é a proximidade e o envolvimento dos cidadãos, da sociedade civil, na construção de um futuro comum»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Nós não queremos mudar o poder pelo poder. Temos uma estratégia de desenvolvimento para a Região assente numa agenda social, humanista, progressista, mas que quer, acima de tudo, mudar aquilo que tem sido um paradigma de um governo Regional que tem governado para o partido, tem governado para alguns interesses, não tem governado para o coletivo»
A Madeira que queremos - Diálogos com Paulo Cafôfo
«Temos uma Região que não tem petróleo nem diamantes, mas temos as pessoas, pessoas que querem concretizar sonhos, construir o futuro, que são trabalhadoras, empreendedoras e resilientes. É nestas pessoas, na sua educação, que nós devemos apostar, na qualificação da nossa população, porque esse é e será o principal fator de desenvolvimento»
1

PS SUGERE PROTOCOLO COM GOVERNO DOS AÇORES PARA INSTALAÇÃO DE NOVO CABO SUBMARINO

O Partido Socialista apresentou propostas de diversificação da economia para a Madeira. O presidente  do PS-Madeira referiu que o Governo Regional deve apostar no setor das Novas Tecnologias, de forma a fomentar a criação de riqueza e emprego na Região. Carlos Pereira solicita que sejam criadas mais condições para promover a vinda dessas empresas tecnológicas, acusando os custos elevados das telecomunicações na Madeira como um fator impeditivo.

Em causa está o cabo submarino que liga a Madeira ao continente, que tem criado problemas por "estar na terceira etapa de vida".

O PS propõe ao Governo Regional um diálogo com a Região Autónoma dos Açores, para que seja protocolizada solução única, que beneficie ambas as Regiões.

O partido garante ainda que os madeirenses pagam mais custos de telecomunicações devido aos custos elevados do cabo submarino, um fator que tem impedido a presença de mais operadores na Madeira.

O Partido Socialista acrescenta que as reduções de preço, que têm sido divulgadas nos últimos tempos pela ANACOM, na área das telecomunicações, não têm chegado aos consumidores devido à falta de empresas. “Precisamos de mais operadores para garantir que há baixa de preço”, concluiu Carlos Pereira.

redes sociais

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!