1

CARLOS PEREIRA CRITICA REGRESSO AO PASSADO 

As propostas de Orçamento começaram hoje a ser debatidas no parlamento regional. O presidente do PS-Madeira disse que "infelizmente, a única coisa nova que o Governo Regional trouxe foram as coisas velhas do dr. Jardim" e contestou a prometida "renovação". O deputado Carlos Pereira considera que o governo regional segue "o mesmo caminho, com os mesmos vícios e protagonistas" e não promove um desagravamento fiscal". 

As propostas fiscais do orçamento, refere, representam uma redução de "11 cêntimos por dia para as famílias e de 15 euros, ao mês, para as empresas". Um Orçamento que, sublinha, tem mais de 600 milhões de euros para pagar o serviço da dívida". E acrescenta que apenas entre os anos de 2011 e 2017 foram retirados dos bolsos dos madeirenses 1400 milhões de euros a mais, face à carga fiscal de 2010, para pagar os erros do PSD-M.

Carlos Pereira aponta também falhas concretas, desde o polémico Serviço de Saúde à mobilidade aérea, ao ferry e outras promessas que considera terem ficado esquecidas.

Já no campo mais técnico, o líder do PS-Madeira critica os impostos elevados, as cativações, as excessivas rendas às PPP'S e a perda de rendimento disponível pelos madeirenses. Contra isso, avançará com dezenas de medidas, muitas de âmbito mais social, nomeadamente na área da Saúde. 

A redução dos pagamentos à Vialitoral e Viaexpresso, um novo modelo para a Sociedade de Desenvolvimento da Madeira e uma nova estratégia global para evitar as crises cíclicas são ideias que Pereira deixou em debate. 

 

redes sociais

agenda

acção socialista | digital

 

militante

 

Vídeos

 

newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter para saber as últimas novidades!